O Mundo em Colagens

Fonte: O Mundo em Colagens

Advertisements

Exibição do Documentário “Finding Vivian Maier”

Cine CCBEU Belém, irá exibir o documentário “Finding Vivian Maier” que concorreu ao Oscar de 2015 e relata a misteriosa trajetória da babá Vivian Maier, que viveu e morreu no anonimato e cujo arquivo fotográfico foi encontrado a poucos anos atrás por um pesquisador que trabalha hoje na divulgação de seu trabalho.

Apresentação de Marco Antonio Moreira.

Debatedores: Michel Pinho e Cinthya Marques

Dia: 19 de agosto

Hora: 19h

Local: Cine Teatro do CCBEU Belém. Trav Padre Eutíquio, 1309.

Exposição de Premiados na Galeria de Arte do CCBEU Belém

O Salão de Arte Primeiros Passos acontece há 24 anos na Galeria de Arte do CCBEU Belém, com o intuito de oportunizar e difundir trabalhos de novos artistas das artes visuais do Brasil.   No ano passado, além das premiações em espécie, foi ofertado uma exposição coletiva para os artistas premiados,  que foram: Cinthya Marques do Nascimento, Igor Felipe Santos de Oliveira e Leonardo Vieira Venturieri.  Porém a comissão julgadora ampliou este convite para os dois artistas que receberam menções honrosas, sendo eles, Elisa Arruda e Alexandre Limamoura, pois entendem que esta exposição é um grande incentivo a carreira artística destes artistas emergentes. No início do Salão o prêmio também era uma exposição individual para o primeiro prêmio e uma exposição coletiva para o segundo, terceiro, quarto e quinto premiados. Porém
com a agenda concorrida e disputada do MABEU o prêmio foi transformado em  dinheiro, mas segundo a gerente artístico cultural do CCBEU, Simei Bacelar “Entendemos que uma exposição para um artista iniciante é muito importante, pois isso irá fortalecer seu currículo e será determinante para conquistar novas pautas, ao  mesmo tempo que o colocará em contato direto com o público, com a mídia, com outros artistas e essa rede de contatos será feita e iniciada.”

O Grande prêmio do salão de 2014 é de Cynthia Marques. Em seu trabalho ela busca a  estética da existência na série premiada e destina discutir os processos de criação das poéticas existentes entre o ser estrangeiro e o estar andarilho do mundo que a atravessa. Ela discute  registros da vida urbana as noções de transitoriedade, pertencimento e identidade.
A Exposição abriu no dia 04 de agosto e poderá ser visitada até 27 de agosto de segunda a sexta de 14h30 às 19h30 e de
sábado de 9h às 12h.

ALA em minha vida

11698565_10152795333785964_5725640913509340052_nParticipar da ALA – American Library Association – e uma experiencia incrivel.  E estar literalmente em um laboratorio de ideias, um grande makerspace onde somos estimulados a pensar, criar e inovar – palavras de ordem do momento!

Na primeira sessao que assisti,  chamada ” How makerspaces and DIY sience can promote STEAM learning at every age”, foi abordado o sucesso do makerspace no mundo atual, que e uma grande oficina que fornece subsidios para a concretizacao de uma grande ideia, ou pode ainda ser espaco que estimula a criatividade, a feitura da ideia. Alem disso e  um espaco de convivencia e de uso comunitario, onde atraves de jogos educativos e ludicos a pessoa se conecta com o outro, com o mundo, com a tecnologia e com pensamento criativo

No primeiro dia do programa de desenvolvimento oferecido pela Embaixada Americana, visitamos a Biblioteca Pública de San Francisco, umas das maiores dos Estados Unidos , situada em local privilegiado em frente ao City Hall.  Fomos recebidos pelo city Librarian , sr. Luis Herrera, que nos apresentou todos os servicos oferecido da biblioteca , cujo maior objetivo ė servir a comunidade ė a grande parceira da biblioteca, prova disso sao os “Friends of Library” que levantam fundos para a instituição .

O mais impressionante é o trabalho voluntariado da comunidade , que se integra as programações e projetos, desenhados muita vezes em conjunto por ambos. Atividades de exposições, espacos recreativos, maker space, se intergram à biblioteca e atraem novos públicos.

Um aspecto importante ė conectar pessoas utilizando a tecnologia, exemplo desse empenho foram as 500 horas gastas com isso no ano passado.

 Dentre os servicos oferecidos pela biblioteca existem as bibliotecas dos países, como a chinesa que ė específica para atender essa população, que representa uma parte signifucativa dos habitantes de San francisco. O mesmo acontece com a africana, entre outras.

Existem espaços específicos para atender cada público: o kids, teens, young e adults. O espaco das criancas ė encantador e pais também  sao bemvindos. Aqui encontramos spaco de convivência, de contacao de história, de vivenciar sons e palavras.

O espaço teen, chamado de mix, ė dinâmico e envolvente. Alem do possuir um maker space, existe um estudio de gravacao de música. Este foi um espaço planejado e desenvolvido pelo público jovem.

O encantador em todos os espaços foi acompanharmos a participação ativa da comunidade. Sem dúvida, a população frequenta o local de forma voluntária e prazerosa.